Sobre os noivos

Conheça os detalhes da nossa caminhada até esse grande momento.

   Nossa história começa na alegria e diversão de um bom carnaval com os amigos em 2005!

Por indicação de amigos mineiros fomos parar em Pompéu, cidade que até os próprios mineiros não conhecem e até hoje falo que essa cidade só existiu pra nos conhecermos! Eu com mais duas amigas, ele com uma gangue de cariocas, decidimos por ficar na mesma pensão, famosa "Pensão da tia Ceci". Claro que os cariocas chamaram a atenção pois estavam todos de sunga em pleno interior de minas tomando banho de mangueira e ouvindo um "bom" funk bem alto.

Conheci todos os amigos dele logo no primeiro dia mas ele mesmo só tinha visto passando de sunga verde com uma bebida na mão, que saberia mais pra frente que se tratava de Gummy e foi por isso que nos falamos pela primeira vez, quando saí correndo atrás dele pedindo mais gummy!

Como bom hiperativo que é, ele não parava, então não tínhamos tido chance de conversar, até que no sábado de carnaval eu correndo pra alcançar o trio elétrico cruzo com ele, os dois perdidos dos amigos, ele me abraça e me beija! Beijo esse que durou exatamente 06 voltas do trio elétrico...ou se preferirem 11 anos!

   Nunca achamos que uma "pegação" de carnaval terminaria em casamento, mas a tristeza da despedida foi real e algo diferente aconteceu! Fui para o Rio dois meses depois e de dois em dois meses nos encontrávamos, mas nunca achamos que daria certo, seja pela distância ou pela diferença de 5 anos de idade ou mesmo pelas dificuldades no caminho....e quase desistimos.

Algo dentro de mim dizia que eu tinha que viver essa história e o convenci a curtir o tempo que fosse ao meu lado, que enquanto estivesse bom deveríamos aproveitar pois acabar naquele momento não fazia sentido. E assim, aprendemos a conviver e a manter um relacionamento delicioso a distância, com muito respeito, verdade, confiança e amor.

O casamento é apenas uma forma simbólica de unir tudo o que construímos ao longo desse anos especiais....